«A Poesia é uma arma carregada de Futuro» na Biblioteca de Tavira

  • Print Icon

Recital integrado na atividade «Põe-te a Ler – Poesia».

A Biblioteca Municipal Álvaro de Campos, em Tavira, recebe no dia 11 de março, sábado, às 21h30, o recital «A Poesia é uma arma carregada de Futuro» (poema de Gabriel Celaya), criado e interpretado por Pedro Lamares.

No mês em que se celebra a Poesia, «Gabriel Celaya dá mote a um recital que vem de Gil Vicente e Camões aos autores contemporâneos, com os olhos bem fincados no nosso tempo, em busca de futuro. Fala-se de amor e morte (os grandes temas universais da poesia), mas também do medo, das discriminações várias (raciais, sexuais ou religiosas) e de esperança. Com algum humor e uma lógica de conversa, abre-se um espaço de diálogo com o público».

Pedro Lamares (1979), ator, encenador e formador, estudou teatro na Academia Contemporânea do Espetáculo.

Marcou presença no teatro, no cinema e na televisão. Na Poesia, dedica-se à escolha de textos e leitura e trabalha em recitais e ciclos literários. Dirige espetáculos de teatro, música e poesia. Faz direção de atores em cinema e teatro. Criou projetos que ainda se mantêm em itinerância. É formador em escolas de teatro e na área da comunicação. Fez um ciclo de palestras dirigidas a professores sobre comunicação e pedagogia.

O espetáculo terá a duração de 90 minutos, sem intervalo, destinando-se a maiores de 16 anos.